Pesquisar este blog

domingo, 1 de março de 2009

de como preencho os guardanapos quando você não está.

Olha, somente um dia longe dos seus olhos, trouxe a saudade de um amor tão perto, e o mundo inteiro fez-se tão tristonho. Mas, embora agora eu a tenha perto, eu acho graça do meu pensamento a conduzir o nosso amor discreto, sim, amor discreto só para um só pessoa, pois nem de leve sabes que eu te quero e me atrai essa ilusão atoa.

5 comentários:

Homenzinho de Barba Mal feita disse...

Esse sentimento é a essência do amor platônico. quem que nunca viveu um amor platônico que atire a primeira pedra.

Jude disse...

Amores platonicos tem o seu charme,porém são tendem a ser deveras doloros e angustiantes!

www.representando-a-mim-mesmo.blogspot.com

Cia. (de desocupados) Barras Oblíquas S.A. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cia. (de desocupados) Barras Oblíquas S.A. disse...

Um dia morrerei de overdose por amor platônico... Uma overdose de prazer e dor que esse sentimento nos dá...

http://www.barrasobliquas.blogspot.com/

Rosangela A. Santos disse...

ilusão de um amor inde não é correspondido só se faz sofrer .. procure oq e as pessas que lhe faz bem ... .

Abç.